Quando o #nofilter não fica só no Instagram

Por gocom 6 anos atrásNenhum comentário
Home  /  Opinião  /  Quando o #nofilter não fica só no Instagram
NoFilter

Aqueles que visitam as redes sociais já se acostumaram a ver fotos e mais fotos acompanhadas da hashtag nofilter. Isso indica que a imagem é original, sem correções, ajustes ou filtros, ressaltando o talento do suposto fotógrafo.

O problema, de fato, é a atual tendência das pessoas de esquecer os filtros quando o assunto NÃO é fotografia. Explicando: toda e qualquer notícia postada – seja nas redes sociais, seja em portais de notícias – é instantaneamente passada adiante, sem nenhum questionamento ou ponderação.

Foi dessa forma que, em questão de horas, milhares (ou milhões) ficaram surpresos com o governo da Coreia do Norte anunciando à sua população que havia ganho a Copa do Mundo. Muita gente se revoltou e propagou a nota sem saber que se tratava de uma brincadeira de um blogueiro brasileiro. Pensando bem: por que o governo de lá deixaria vazar essa informação? Para virar piada?

E se dizemos que os portais e veículos de comunicação também não questionam suas fontes, basta lembrar da celebridade em que se transformou a falsa grávida de Taubaté (e sua barriga ligeiramente suspeita) ou, mais recentemente, da entrevista publicada pela Folha com o técnico Felipão, quando na verdade era um sósia que enganou o jornalista…

Mas não pense o leitor que a moda do “se está ali é verdade” nasceu depois da internet. O caso do “boimate”, em 1983, é prova disso: híbrida de boi e tomate (quase um bife com molho), essa fruta foi divulgada pela Veja como uma incrível experiência genética, mas não passava de uma brincadeira de 1º de abril de uma revista britânica. Acredite se quiser.

Em resumo: antes de pagar um mico, questione. Solar ou não, como diria o Bial, “use filtro”.

Category:
  Opinião
este post foi compartilhado 0 vezes
 000

Leave a Reply

Your email address will not be published.